Hungria sediará 1º Mundial Jr. de Ginástica Artística

37823662_695464737462323_5322652386093694976_nUma das grandes novidades da Federação Internacional de Ginástica (FIG) para 2019 será a promoção do 1º Campeonato Mundial de Ginástica Artística, categoria júnior. A cidade selecionada foi Györ, na Hungria.

O evento ocorrerá entre os dias 27 e 30 de junho. Poderão participar os atletas juniores nascidos em 2002 ou 2003, com 16 e 17 anos – MAG, e ginastas nascidas em 2004 ou 2005, com 14 e 15 anos de idade.

Acesse o site do WC Jr 2019.

A competição será no formato 3-3-2, dessa forma três ginastas integrarão a equipe, todos competindo no individual geral, com duas das três notas pontuando para o total da equipe. A primeira rodada compreenderá a etapa classificatória, assim como ocorreu no Campeonato Europeu Jr. do ano passado, e depois haverá dois dias de finais no WC.

Para a composição das equipes, as nações que classificaram atletas para os Jogos Olímpicos da Juventude 2018, realizados em Buenos Aires (ARG), competirão por equipes em suas respectivas categorias. Já as demais federações poderão enviar um ginasta jr. (MAG e WAG).

Confira a programação:
27/06
MAG AA e final por equipes | Classificação para as finais por aparelho.

28/06
WAG AA e final por equipes | Classificação para as finais por aparelho.

29/06
MAG-WAG: finais por aparelhos – 1º dia.

30/06
MAG-WAG: finais por aparelhos – 2º dia.

Fonte: FIG, Gymnastics Coaching, MAGnastics.| Photo Credit: PicBon – Love Gymnastics
@gymnasticallaroundtheworld

 

Hungria sediará 1º Mundial Jr. de Ginástica Artística

Rumo a 2020, AUS abre o calendário de Copas do Mundo 2019

imageJá com olhos nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, Melbourne, na Austrália, abre o calendário 2019 das etapas de copa do mundo. O evento, que será realizado no período de 21 a 24 de fevereiro, contará com a presença de renomados atletas e promete ser uma etapa bastante competitiva, tanto na categoria masculina quanto na feminina. Essa maior participação de atletas, principalmente daquelas nações que não são fortes enquanto equipes, deverá ser uma constante, objetivando a almejada vaga olímpica.

O país anfitrião contará com alguns destaques, dentre elas a veterana Georgia-Rose Brown, que na edição 2018 dos Commonwealth Games, conquistou individualmente a medalha de prata na trave do equilíbrio. Hoje, Georgia é uma das melhores AAres australianas, conseguindo ano passado o score de 53,000, e uma nota 14,000 nas barras paralelas assimétricas.

Outro nome a ser citado é Alexandra Eade (AUS), especialista de solo e uma das favoritas a medalhar na competição, haja visto que defende o título conquistado ano passado, medalhando ouro, ainda, nos Commonwealth Games e no Australian Classic 2018.

A China, além de veteranas, envia novas seniores à competição. Uma delas é a promissora e especialista de salto sobre a mesa, Linmin Yu, que foi medalha de bronze no Campeonato Chinês do ano passado. A atleta já apresenta em um de seus saltos o Yurchenko com dupla pirueta (D: 5,4).

A China envia, também, a bicampeã mundial de barras paralelas assimétricas, Yilin Fan, e outra especialista de barras, também promissora, Jiaqi Lyu.

Já o Japão terá a representação de Mana Oguchi, que deverá competir na trave e no solo. Ano passado, durante o World Cup Trials Results, realizado no final do ano, ela arrebatou os títulos em ambos os aparelhos ao somar 13,550 na BB e 13,600 no FX.

No salto sobre a mesa teremos uma grande disputa, de um lado Alexa Moreno (MEX), atual medalha de bronze no mundial 2018, e do outro a esperança sul-coreana, Seojeong Yeo, que finalizou na 5ª colocação no mundial de Doha, mas havia se classificado na 3ª posição. Ambas apresentam o Rudi (D: 5,8) como salto principal.

Finalizando esta breve exposição, o evento se torna ainda mais grandioso por marcar o retorno da multimedalhista mundial e europeia, Vanessa Ferrari (ITA), que está fora dos tablados desde o Mundial de Montreal 2017, ocasião que teve uma grave lesão durante a final de solo. Ela deverá, em Melbourne, se apresentar na trave e solo.

Mais informações: FIG.

Photo Credit: AP / Dmitri Lovetsky

Rumo a 2020, AUS abre o calendário de Copas do Mundo 2019

Hambüchen anuncia sua aposentadoria do esporte de alto rendimento

hambuchex-300x169Mais de 50 mil espectadores compareceram ao Estádio de Berlim para ver Fabian Hambüchen anunciar sua aposentadoria do esporte de alto rendimento. Fabian foi ovacionado pelo público e ginastas.

Em sua emocionada fala, o ginasta comentou não ter palavras para descrever a sensação da despedida e o acolhimento do público. “Sou de falar muito, mas agora não tenho palavras para expressar o que sinto. Um momento fenomenal. Estou agradecido por haver chegado bem todos estes anos”.

O evento contou com a participação da chanceler alemã Ângela Merkel.

Carreira

O ginasta tem inúmeras conquistas. Em olimpíadas, possui um ouro, uma prata e um bronze na barra fixa. Já em mundiais, o atleta possui nove medalhas, sendo uma de ouro, duas de pratas e seis de bronze.

O ginasta foi um dos maiores especialistas na barra fixa do mundo. É, ainda, o atual campeão olímpico. Além de um notável especialista, Hambüchen se destacou também por ser um grande generalista. Conquistou, ao longo de sua carreira, medalhas no AA no mundial de Aarhus (2006), Stuttgart (2007) e na Antuérpia (2013).

Confira a matéria na íntegra.

Relembremos a título olímpico do alemão no Rio de Janeiro, em 2016.

Fonte: Gimnasia Latina.

Foto: Murizio Gambarini/dpa.

 

Hambüchen anuncia sua aposentadoria do esporte de alto rendimento

Melanie, a generalista francesa

670718386Melanie de Jesus dos Santos chamou a atenção do mundo recentemente ao conquistar a medalha de bronze no individual geral, durante o europeu deste ano. No Campeonato Europeu realizado na Romênia, a ginasta pontuou 55,065, ficando 0,700 da primeira colocada e apenas 0,367 da vice-campeã.

Na final AA do europeu, a francesa saltou um DTY no salto (D=5,4), nas barras apresentou uma série que parte de 5,8, na trave mostrou uma apresentação com D=5,8, e um solo com nota de partida de 4,9.

A ginasta ficou à frente de nomes como Elena Eremina (RUS), a veterana Kim Bui (GER), a campeã AA do nacional russo, Natalia Kapitonova, dentre outras atletas.

Reforçando seu bom desempenho, a ginasta também se sagrou campeã nacional.

Nacional francês

Confira as quatro séries (VT, UB, BB e FX) apresentadas por Melanie durante a disputa AA do Campeonato Francês, edição 2017.

Fontes: Gymnastics Coaching | The Gymter.

Foto: Getty images | Daniel Mihailescu.

Melanie, a generalista francesa

Giro pelo esporte!

dsc_7585Argyro Afrati se sagrou campeã grega ao somar 50,250. Fonte: The Gymter.

Ainda falando em nacionais, Seda Tutkhalyan foi a ginasta mais condecorada do campeonato russo. Na oportunidade, conquistou a medalha de ouro no salto sobre a mesa, o ouro na trave do equilíbrio e o bronze no solo. Foi, ainda, quarta colocada no individual geral, prova esta, vencida por Natalia Kapitonova.

PUR_2017Andrés Torres, Julio Otero, Issac Cotto e José López são os ginastas que passam a integrar a equipe de Porto Rico. Eles têm uma média de idade de 18,2 anos. Fonte: Gimnasia Latina | Foto: A. Rodriguez Gimnasia PUR.

Entre os dias 16 e 19 de março, Baku (AZE) sediará mais uma etapa de copa do mundo. Será um evento interessante e promete um bom espetáculo, no que diz respeito à competitividade, uma vez que contará com a participação de vários ginastas e de várias nacionalidades, entre chineses, japoneses e tantos outros especialistas. Confira a lista.

Giro pelo esporte!

2016, o ano em que Melnikova debuta na categoria sênior

blogger-image-1287599388Por Jerfferson Medeiros

Debutando na categoria sênior este ano, Angelina Melnikova é uma das grandes próximos russas. No ranking do site The All Around, que levantou as melhores pontuações dos últimos campeonatos, a russa aparece em 3º no individual geral, com 60,067, atrás apenas de Simone Biles, atual campeã mundial, e Gabrielle Douglas, atual campeã olímpica, ambas estadunidenses.

Quanto às notas e séries da ginasta, no salto sobre a mesa apresenta um DTY (D=5,8); nas barras paralelas assimétricas, na edição 2016 do campeonato russo, apresentou uma série com 6,3 de dificuldade, somando 15,167; na trave do equilíbrio, a atleta pontuou acima dos 15,300, também no campeonato russo. Já no solo, a Rússia que conta com a artisticidade de Ksenia Afanasyeva, terá também a contribuição de Melnikova, que chegou aos 15,200 em competição nacional.

Confira o ranking do The All Around.

A ginasta, decerto, se unirá às veteranas, como Aliya Mustafina, Ksenia Afanasyeva e Maria Paseka, entre outras, na disputa pelo título por equipes no campeonato europeu deste ano, que será realizado na Suíça.

Fonte: The All Around | Foto: Divulgação – sportgymrus.ru

 

2016, o ano em que Melnikova debuta na categoria sênior

Giro pelo esporte!

Emma-Larsson-VM-2015-1024x683Por Jerfferson Medeiros

A sueca Emma Larson venceu a disputa individual geral da edição 2016 do Sidjik Tournament. Na oportunidade, somou 53,150 (13,800 | 12,650 | 14,000 | 12,700). Lisa Top (NED) conquistou a segunda colocação (52,450) e Chiara Frisina Fauste (NED), a terceira (52,150). Confira os resultados.

Na etapa de Doha, a romena Catalina Ponor aparece entre as participantes e deverá competir na trave do equilíbrio. Confira a lista com o nome dos participantes, bem como os aparelhos que deverão competir. O evento acontecerá entre os dias 24 e 26 de março.

Ainda na etapa de Doha, o Brasil, no feminino, enviará Rebeca Andrade (UB e BB), Thauany Lee de Araújo (UB, BB e FX) e Carolyne Pedro (FX).

A FIG aprovou a mudança de cidadania de Mandy Mohamed, da Holanda para o Egito; Amanda Diallutto, do Canadá para o Panamá; e Giada Grisetti, da Suíça para a Itália. Fonte: Twitter/ The All Around.

O australiano Michael Mercieca será o representante do país no evento teste, que será realizado no Rio de Janeiro (BRA). Fonte: Twitter/Gymnastics Australia.

Foto: Christian Thomassen.

Giro pelo esporte!