Hambüchen anuncia sua aposentadoria do esporte de alto rendimento

hambuchex-300x169Mais de 50 mil espectadores compareceram ao Estádio de Berlim para ver Fabian Hambüchen anunciar sua aposentadoria do esporte de alto rendimento. Fabian foi ovacionado pelo público e ginastas.

Em sua emocionada fala, o ginasta comentou não ter palavras para descrever a sensação da despedida e o acolhimento do público. “Sou de falar muito, mas agora não tenho palavras para expressar o que sinto. Um momento fenomenal. Estou agradecido por haver chegado bem todos estes anos”.

O evento contou com a participação da chanceler alemã Ângela Merkel.

Carreira

O ginasta tem inúmeras conquistas. Em olimpíadas, possui um ouro, uma prata e um bronze na barra fixa. Já em mundiais, o atleta possui nove medalhas, sendo uma de ouro, duas de pratas e seis de bronze.

O ginasta foi um dos maiores especialistas na barra fixa do mundo. É, ainda, o atual campeão olímpico. Além de um notável especialista, Hambüchen se destacou também por ser um grande generalista. Conquistou, ao longo de sua carreira, medalhas no AA no mundial de Aarhus (2006), Stuttgart (2007) e na Antuérpia (2013).

Confira a matéria na íntegra.

Relembremos a título olímpico do alemão no Rio de Janeiro, em 2016.

Fonte: Gimnasia Latina.

Foto: Murizio Gambarini/dpa.

 

Hambüchen anuncia sua aposentadoria do esporte de alto rendimento

Uchimura foi soberano neste 1º dia de classificatória

imagesPor Jerfferson Medeiros

Neste domingo, 25, teve início a disputa masculina no mundial de Glasgow. Algumas das principais nações já se apresentaram, a exemplo de China, que desde 2006 conquista ininterruptamente o título por equipes, Japão, Rússia e Grã-Bretanha, que é a anfitriã. A Alemanha não passou bem pelo cavalo com alças e amarga a oitava colocação. Brasil e Suíça, que surpreenderam e foram à final no WC do ano passado, estão entre os oito primeiros colocados.

1) Japão – 358,884
2) China – 357,027
3) Grã-Bretanha – 354,417
4) Rússia – 352,692
5) Suíça – 350,127
6) Brasil – 349,057
7) Coreia do Sul – 346,717
8) Alemanha – 345,717

9) Bélgica – 336,192
10) Colômbia – 335,390
11) Grécia – 333,993
12) Porto Rico – 331,327

Na disputa do individual geral, Kohei Uchimura, mesmo sofrendo uma queda no solo, pontuou acima dos 90 e segue na liderança. Sem Ryohei Kato, Yusuke Tanaka e Kazuma Kaya brigaram até a última rotação pela segunda vaga, sendo Kaya o vencedor. A GBR novamente estará bem representada por Purvis, 2º colocado, e por Max Whitlock, que teve a mesma pontuação de Nile Wilson, mas pelo critério de desempate segue à final.

Alguns atletas decepcionaram e fizeram séries aquém do que se espera, como o multimedalhista nos Jogos de Balu, Oleg Stepko (AZE), Alexander Shatilov (ISR) e o multimedalhista panamericano, Jossimar Calvo (COL).

Individual geral

1) JPN – Kohei Uchimura – 90,564
2) GBR – Daniel Purvis – 88,956
3) CHN – Shudi Deng – 88,832
4) CHN – Ruoteng Xiao – 88,698
5) JPN – Kazuma Kaya – 88,431
6) GBR – Max Whitlock – 88,365

GBR – Nile Wilson – 88,365
7) BRA – Arthur N. O. Mariano – 88,182
JPN – Yusuke Tanaka – 87,923
8) SUI – Pablo Braegger – 87,765
9) RUS – David Belyavskiy – 87,665
CHN – Chaopan Lin – 87,431
10) RUS – Nilolai Kuksenkov – 87,398
RUS – Nikita Nagornyy – 87,331
11) SUI – Christian Baumann – 86,932
12) KOR – Minsoo Park – 86,732

13) BRA – Lucas de Souza Bitencourt – 86,564
RUS – Nikita Ignatyev – 85,698
14) GER – Fabian Hambüchen – 85,498
15) BEL – Florian Landuyt – 85,198
BRA – Caio Campos Souza – 84,831
16) HKG – Wai Hung Shek – 84,815
17) KOR – Junho Lee – 84,664
18) CHI – Enrique T. G. Sepulveda – 84,631

19) POR – Gustavo P. Simões – 84,132
20) GRE – Nikolaos Iliopoulos – 84,065
21) GER – Marcel Nguyen – 84,057
22) NZL – Mikhail Koudinov – 84,031
GBR – Brinn Bevan – 83,764
23) CZE – David Jessen – 83,764
24) CYP – Marios Georgiou – 83,597

Já no solo, Shirai superou os 16 pontos e segue na disputa. Pena não ver novamente Ablyazin brigar pelo ouro junto com o japonês, nem defender o título conquistado ano passado.

1) JPN – Kenzo Shirai – 7,6 – 16,100
2) CHN – Shudi Deng – 6,7 – 15,366
3) KOR – Hansol Kim – 6,8 – 15,266
4) CHI – Enrique Sepulveda – 6,8 – 15,200
5) GBR – Max Whitlock – 6,8 – 15,200
6) GBR – Daniel Purvis – 6,5 – 14,966
7) BRA – Arthur Nory Oyakawa Mariano – 6,4 – 14,883
8) GER – Fabian Hambüchen – 6,4 – 14,866

No cavalo com alças, os britânicos, além da liderança. mantiveram a tradição e devem contar com dois atletas na final.

1) GBR – Louis Smith -´6,9 – 15,533
2) JPN – Kazuma Kaya – 6,8 – 15,300
3) GBR – Max Whitlock – 7,2 – 15,266
4) JPN – Kohei Uchimura – 6,2 – 15,133
5) CHN – Ruoteng Xiao – 6,9 – 15,133
6) RUS – David Belyavskiy – 6,3 – 14,900
7) RUS – Nikolai Kuksenkov – 6,2 – 14,800
8) SUI – Christian Baumann – 6,3 – 14,800

A disputa das argolas talvez seja uma das mais concorridas do campeonato. Vários são os títulos presentes na disputas, de mundiais, olimpíadas, europeus, panamericanos, a asiáticos. O destaque de hoje foi protagonizado por um grego, que lidera.

1) GRE – Eleftherios Petrounias – 6,8 – 15,900
2) CHN – Yang Liu – 6,9 – 15,866
3) CHN – Hao You – 7,0 – 15,500
4) BRA – Arthur N. Zanetti – 6,8 – 15,433
5) RUS – Denis Ablyazin – 6,8 – 15,400
6) RUS – Nikita Ignatyev – 6,7 – 15,033
7) GBR – Nile Wilson – 6,4 – 14,966
8) GBR – Daniel Purvis – 6,1 – 14,900

A Ásia foi o continente que mais levou atletas, provisoriamente, para esta final. Foram cinco de oito. Se Gwang Ri, atual campeão mundial, defenderá seu título. A Coreia do Sul, que não contará com sua estrela, Hak Seon Yang, aposta no Hansol Kim.

1) PRK – Se Gwang Ri – 6,4/6,4 – 15,524
2) RUS – Denis Ablyazin – 6,4/6,2 – 15,483
3) KOR – Hansol Kim – 6,0/6,0 – 15,250
4) JPN – Kenzo Shirai – 6,0/5,6 – 15,166
5) HKG – Wai Hung Shek – 6,0/6,0 – 15,083
6) RUS – Nikita Nagornyy – 6,0/5,6 – 14,883
7) ISR – Andrey Medvedev – 6,0/6,0 – 14,666
8) GBR – Kristian Thomas – 6,0/5,6 – 14,433

Se não fosse a regra de levar dois atletas por país para a final, a China levaria quatro na prova das paralelas. Mas quem lidera é o Japão.

1) JPN – Yusuke Tanaka – 6,6 – 15,758
2) AZE – Oleg Stepko – 7,0 – 15,700
3) CHN – Hao You – 7,3 – 15,700
4) CHN – Shudi Deng – 7,1 – 15,533
5) GBR – Nile Wilson – 6,6 – 15,500
6) JPN – Kohei Uchimura – 6,5 – 15,466
CHN – Chenglong Zhang – 6,5 – 15,433
CHN – Chaopan Lin – 7,0 – 15,433
7) RUS – David Belyavskiy – 6,6, – 15,400
8) KOR – Wonchul Yoo – 6,6 – 15,375

O destaque de hoje da barra fixa foi sem dúvidas Nory (BRA) que liderou por várias rotações a prova e segue como um dos favoritos.

1) JPN – Kohei Uchimura – 7,1 – 15,366
2) BRA – Arthur N. O. Mariano – 6,5 – 15,300
3) GER – Fabian Hambüchen – 6,9 – 15,200
4) GER – Andreas Bretschneider – 6,6 – 15,066
5) SUI – Oliver Hegi – 6,5 – 15,033
6) SUI – Pablo Braegger – 7,0 – 15,033
7) JPN – Ryohei Kato – 6,4 – 15,000
JPN – Yusuke Tanaka – 6,8 – 15,000
8) CHN – Chenglong Zhang – 7,4 – 15,000

Amanhã, teremos as definições das equipes que levarão times completos para o Rio de janeiro (BRA), além da definição dos finalistas para as provas TF, AA e aparelhos.

Fonte: FIG | Foto: gettyimages AFP

Uchimura foi soberano neste 1º dia de classificatória

São Paulo sediará etapa de Copa do Mundo

Copa do Mundo de São PauloPor Jerfferson Medeiros

São Paulo sediará no período de 1 a 3 de maio, uma etapa de copa do mundo de ginástica. A competição acontecerá no ginásio do Ibirapuera (SP) e integra calendário da Federação Internacional de Ginástica (FIG).

Em entrevista concedida ao site photoegrafia.com.br, a presidente da Confederação Brasileira de Ginástica, Luciene Resende, contou que a expectativa para o campeonato é grande. Segundo ela, há muito tempo tem se trabalhado para trazer uma etapa da Copa do Mundo ao Brasil novamente. “Queremos proporcionar não somente aos ginastas, mas também aos fãs da ginástica momentos inesquecíveis e mostrar ao mundo nossa vocação para receber importantes eventos”.

Na competição masculina, o Brasil estará representado pelo campeão olímpico e mundial nas argolas, Arthur Zanetti, pelo bicampeão mundial no solo, Diego Hypolito, Ângelo Assumpção, Francisco Barretto Júnior, Henrique Flores e Pétrix Barbosa. Além disso, os atletas Caio Souza e Lucas Bitencourt participarão como hour concours.

Já no feminino, estarão representando o país, a multimedalhista olímpica, Flávia Saraiva, Letícia Costa, Lorrane Oliveira e Rebeca Andrade, juntamente com Julie Kim Sinmon, Mariana Oliveira e Milena Theodoro, estas como hours concours.

Nomes de destaque no panorama internacional disputarão o evento, como: Fabian Hambüchen (GER), John Orozco (USA), Enrique Sepulveda (CHL), Federico Molinari (ARG), Hongtao Zhang (CHN), Chunsong Shang (CHN), Jiaxin Tan (CHN), Yamilet Abreu (DOM), entre outros.

Confira o site da competição.

Fonte: photoegrafia.com.br

São Paulo sediará etapa de Copa do Mundo