Em outubro, Hungria sedia etapa de copa do mundo

Marian-Dragulescu-of-Romania-performs-on-the-floor-18-August-2004-at-the-Olympic-Indoor-Hall-during-the-mens-artistic-gymnastics-individual-all-around-...-1024x720
Créditos: Getty Images.

O 1º grande evento internacional de ginástica artística, desde a etapa de Baku 2020 e do agravamento da pandemia do coronavírus, deverá ser realizado entre os dias 2 e 4 de outubro, em Szombathely, na Hungria.

Nomes de peso a nível mundial prometem um retorno com alta competitividade. Dentre os participantes masculinos, está o croata Tin Srbic, campeão mundial de barra fixa em 2017 e atual vice-campeão no mesmo aparelho.

Além dele, a Croácia contará com a participação de dois veteranos especialistas no cavalo com alças: Filipe Ude, que foi vice-campeão olímpico em 2008, na China, e Robert Seligman, atleta que sempre se encontra entre os melhores do mundo, uma vez que figura constantemente em finais.

Parece que o cavalo vem a ser um dos aparelhos que promete uma final acirrada, dados os nomes que nela estarão. Cyril Tommasone (FRA), prata no mundial de Tóquio, em 2011, e bronze em Nanning, 2014; Zoltan Kallai, veterano com 35 anos, húngaro e que representa uma escola tradicionalíssima, sobretudo neste aparelho; Nariman Kurbanov, cazaque e finalista mundial, medalhista em etapas de copa do mundo; são alguns dos que integram a lista de participantes.

No salto sobre a mesa, teremos a jovem estrela francesa, Loris Frasca; o tetracampeão mundial no VT, Marian Dragulescu (lenda viva do esporte); e Igor Radivilov, ucraniano multimedalhista neste aparelho em mundiais.

Dois ginastas que merecem ser citados são o Milad Karimi (KAZ), finalista mundial de solo e individual geral, especialista em barra, barras e salto, também; e o já conhecido Petro Pakhnyuk (UKR), finalista mundial em barras e AA.

Na categoria masculina, há ainda a forte equipe de especialistas israelenses, composta dentre tantos, por Artem Dolgopyat, vice-campeão mundial no solo em 2017 e 2019 e Andrey Medveded, prata no VT no europeu de 2019.

WAG

Já na disputa feminina, uma participação modesta, mas que promete grandes retornos de ginastas cotadas inclusive para finais ou mesmo medalhas em grandes eventos. A húngara Boglarka Devai, ouro e bronze no salto sobre a mesa em campeonatos europeus é um desses exemplos. A ginasta salta Cheng, D: 6,0, teve sua carreira marcada por lesões e mostrará sua atual situação competitiva nesta etapa. Zsofia Kovacs e Noemi Makra, ambas da Hungria, também são veteranas e multimedalhistas em etapas de copa do mundo.

Barbora Mokosova, eslovaca e ginasta muito experiente também volta a aparecer no cenário internacional. Comumente a atleta medalha em copas do mundo e competições regionais.

Falando ainda sobre destaques, dois últimos, as ucranianas Anastasiia Bachynska – multimedalhista olímpica da juventude, campeã no solo nos Jogos Europeus, especialista, além do solo, na trave do equilíbrio e 2ª AAder do país que representa – e Anastasiia Motak, nova sênior ucraniana, especialista em salto e esperança nacional.

Confira a lista de participantes.

Fonte: FIG.

Em outubro, Hungria sedia etapa de copa do mundo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s