Doha sedia mais uma etapa de copa do mundo

2015-artistic-gymnastics-world-championships-in-glasgow-marian-dragulescu-e1445963378987

Sobre a etapa da copa do mundo de Doha, o evento marca o retorno de Marian Dragulescu (ROU) às competições. O multicampeão disputará as provas de solo e salto sobre a mesa. No solo, além de Dragulescu, destaco a presença de Rok Klavora e Ziga Silc, ambos atletas eslovenos, e  dos suíços Pablo Braegger e Benjamin Gischard, atletas olímpicos.

Já a prova de cavalo com alças promete ser um dos eventos mais competitivos, principalmente, pelos renomados especialistas que se apresentam, como: Krisztian Berki (HUN), Filip Ude e Robert Seligman, ambos da Croácia, Saso Bertoncelj (SLO), Harutyun Merdinyan (ARM), Oleg Stepko (AZE), dentre outros.

Nas argolas, a Armênia manda dois grandes especialistas, Artur Tovmasyan e Vahagn Davtyan. A prova contará, ainda, com Igor Radivilov (UKR), que já foi campeão europeu neste aparelho, e com Dennis Goossens, representante belga nas Olimpíada do Rio de Janeiro.

No salto sobre a mesa, Davtyan, Radivilov, Dragulescu, Christopher Remkes, australiano que medalhou em todos as copas que participou este ano no VT, prometem uma disputa equilibrada.

Já nas barras paralelas, a disputa deve ficar, caso não haja falhas significativas, com Marcel Nguyen (GER) e Oleg Stepko (AZE). Há, ainda, os chineses, especialistas natos neste aparelho. Na barra fixa, destaque para Pablo Braegger (SUI).

Lembrando que a Copa de Doha tem início nesta quarta-feira, 22, e se estende até o próximo sábado, 25.

Foto: Arquivo.

Doha sedia mais uma etapa de copa do mundo

Relembrando um grande momento! Nikita Nagornyy

10612711_315537985286315_5038886990493986152_nPor Jerfferson Medeiros

A Rússia definitivamente foi uma das nações que mereceu os holofotes nos Jogos Olímpicos da Juventude. No feminino, Seda Tutkhalyan foi uma das atletas mais premiadas, ao conquistar duas medalhas de ouro e uma de prata.

Já nas competições masculinas, o maior dos campeões foi justamente um russo, Nikita Nagornyy. O jovem foi o grande destaque da competição. No total, conquistou 5 de 7 medalhas individuais, e 3 destas foram de ouro.

No individual geral, Nikita conquistou a prata, ao pontuar 83,050. Nas barras paralelas (14,033), no cavalo com alças (13,966) e nas argolas (14,000), o ginasta ocupou o lugar mais alto do pódio. No salto sobre a mesa, Nagornyy conquistou o bronze (14,383). No solo, ficou na 4ª colocação e na barra fixa, o atleta ficou na 8ª colocação.

Foto: rewritingrussiangymnastics.blogspot.com.br

Relembrando um grande momento! Nikita Nagornyy

Uma final incerta!

553310_357848154388631_1220263691229236484_nPor Jerfferson Medeiros

Um salto na casa dos 9.5, a maior nota nas paralelas, 9.800, a maior nota na trave, 9.775, e essas foram as três pontuações que puseram Viktoria Karpenko (UKR) a um passo do pódio e da medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Sidney.

Todavia, um aparelho ainda estava por vir, o solo. Neste aparelho, Karpenko caiu na primeira acrobacia, um duplo twist grupado seguido de mortal para frente, pisou fora do tablado na segunda linha acrobática, e saiu da final individual geral certa de que ela mesma havia deixado escapar o título, o título olímpico.

Uma final incerta!